Como já falei aqui, trabalho hoje numa empresa de tecnologia que presta serviços para turismo, gerando conteúdo, avaliando tendências, analisando o cenário, etc. Ficar antenado ao mercado exige um pouco de dedicação, seja envolvendo-se em eventos, como o WTM que rolou na semana passada, seja fazendo contatos,  gerando inovação, criando muito conteúdo e tecnologia.  Confira algumas tendências para ajudar você a nortear sua empresa de turismo para o sucesso em 2015 e nos próximos anos.

Eventos

Todos os anos ocorrem diversos eventos na área, afim de promover integração entre os profissionais do ramo. ABAV, AMADEUS e BRAZTOA promovem uma cultura de relacionamento bem bacana com todas as organizações que se inscrevem. Lá você vai conhecer parceiros novos, fazer contatos, assistir palestras e saber o que as outras empresas estão fazendo e aonde estão investindo. No WTM pude assistir a palestras interessantes de CEOs de empresas e associações relacionadas ao ramo de atuação do agente de viagens. Se você ainda não tem condições ter um stand em um evento de grande porte como esses, vale visitar, pelo menos. É o suficiente para fazer uma boa coleta de cartões e contatos para um relacionamento mais próximo depois.

Tecnologia

Os consumidores de turismo procuram por alternativas mais práticas para organizarem sua rotina de viagens, afim de aproveitar mais suas férias ou finais de semana. Uma matéria publicada pela Nômades Digitais aponta alguns aplicativos bacanas para os viajantes usarem em suas trips. Eles oferecem auxílio para o turista se localizar, oferecem rotas, dicas de roteiros, hotéis, restaurantes, passeios, e também avaliações de pessoas que já visitaram os locais procurados. Fora isso, é importante lembrar que a tendência mobile vem crescendo a passos largos – fazer um aplicativo que alcance os clientes que não tem tempo para parar em frente a um desktop é uma alternativa interessante, visto que a taxa de leitura de uma notificação em um app mobile é de cerca de 97%, contra 20% das taxas de abertura de e-mail marketing.

Conteúdo

Conforme venho dizendo, marcas que produzem conteúdo exclusivo são mais legais. Quem trabalha com viagens a um certo tempo tem experiência de mercado – automaticamente, conteúdo para escrever. Quem vende pacotes de viagens e serviços similares, vende produtos intangíveis – ou seja, vende uma experiência, algo que não se pode tocar, não se pode fazer um teste, etc. O ato de vender uma experiência está atrelado ao que sua empresa consegue mostrar ao cliente, afim de convencê-lo a fechar negócio com você. É aí que entra o conteúdo. Sua equipe pode produzir conteúdos de dicas de viagens, pacotes turísticos, roteiros, etc – as possibilidades e combinações são infinitas. De acordo com várias pesquisas confirmadas pelo próprio Google, um dos maiores critérios de rankeamento para os mecanismos de busca é conteúdo. Conteúdo é rei e não há o que refutar sobre isso. Tanto que, basta digitar sobre um destino de viagens, que logo após os anúncios patrocinados, aparecem os links de blogs. Blog é conteúdo puro, é o boca-a-boca, é alguém que viveu a experiência e resolveu contar para o mundo.

E essa presença no turismo também precisa se consolidar, afinal, uma agência de viagens que cria conteúdo vende seus próprios produtos, cria seus pacotes de viagens e faz artigos sobre eles. Um dos pontos importantes ressaltados por  Silvia, da ABBV (Associação Brasileira de Blogs de Viagem) em sua palestra no WTM foi a falta de conectividade que temos aqui no Brasil. Temos lugares paradisíacos em nossas terras, e pouco ou quase nenhum recurso de acesso à internet. Nossa velocidade de informação é muito lenta comparada à de outros países. Temos milhares de tablets, smartphones, notebooks, muita informação para compartilhar, e muito poucos recursos que sustentem a demanda.

Vivemos sob a economia colaborativa, um conceito explicado por Petterson Paiva, CEO e co-fundador do Voopter, onde explica que “a colaboração do mercado deva chegar a níveis inéditos, privilegiando o acesso compartilhado em detrimento da propriedade pura e simples”.

Esperamos o dia que tenhamos acesso justo à informação, onde qualquer um possa ter uma porta para dizer ao mundo o que pensa sobre os lugares, pessoas e instituições.

E você, profissional de turismo, está atento aos eventos que circulam no seu ramo de atuação? Já pensou em criar conteúdo online para sua agência de viagens? Vou ficando por aqui. Até a próxima!

banner clique
The following two tabs change content below.
Publicitária, trabalha com assessoria e gestão da imagem de marcas, produtos e pessoas em Tati Fanti - Gestão da Imagem. É também colunista nos portais MMA Premium e Bjj Girls Mag. Acredita no poder das pessoas e na arte da comunicação como ferramenta de transformação.