Muitos profissionais acreditam que ao se tornarem coordenadores, gerentes ou líderes de determinada área de uma empresa, seu sucesso profissional já foi alcançado e ele precisa continuar fazendo as mesmas coisas para manter a boa posição alcançada. No entanto, essa ideia de estabilidade e continuidade são cada vez mais rejeitadas dentro das empresas.

Atualmente, entende-se que existe uma necessidade de constante atualização de lideranças para que essas possam não apenas manter bons cargos, mas também se tornarem mais fundamentais para os processos internos de uma empresa. Com isso, profissionais bem sucedidos estão procurando mais pelo coaching assessment para se preparar para os novos desafios corporativos.

O que é Assessment?

Consiste em um treinamento que prepara os líderes para lidarem melhor com os aspectos motivacionais e relacionais de seus colabores, pois muitas empresas possuem processos e técnicas eficientes, mas carecem de profissionais capacitados para lidarem com o potencial humano.

Ao realizar um treinamento de Assessment, o profissional irá desenvolver a autoconsciência de sua liderança e trabalhar com atitudes e habilidades capazes de proporcionar a motivação intrínseca dos colaboradores. Entre os desafios necessários de um líder que podem ser aprimorados com o Assessment estão:

  • Inovação constante;
  • Pro-atividade;
  • Criação de um ambiente colaborativo;
  • Geração do sentimento de pertencimento e felicidade.
  • Vantagens

O Assessment irá desenvolver diferentes habilidades do líder para que ele esteja apto a compreender e solucionar problemas de sua equipe, além de constantemente aprimorar os procedimentos com a motivação adequada para cada perfil de profissional. Existem colaboradores que necessitam que uma presença mais intensa da liderança para desenvolver suas potencialidades, enquanto outros devem ser abordados de outras formas para apresentar os resultados esperados.

Com uma carga maior de responsabilidades para os líderes é importante que as ferramentas de Assessment sejam aplicadas corretamente e sejam capazes de desenvolver algumas qualidades como:

  • Habilidades relacionais;
  • Ambiente colaborativo;
  • Aumento da produtividade;
  • Motivação necessária à inovação;
  • Engajamento das equipes.

Existem alguns modelos de Assessment, como o SEI 360, Organizational Vital Signs (OVS) e Team Vital Signs (TVS) e o ideal é que o profissional procure aquele que mais se assemelhe ao que ele deseja obter, além de conhecer todos os métodos para decidir por aquele que mais se adeque ao seu perfil.

Fonte de Pesquisa: Grupo Kronberg

maristelaEsse artigo foi escrito por Maristela Silva. Maristela é jornalista de formação e saudosista por vocação. Tem como lema que quem tem boca vai a roma sim e chora até vendo comerciais. Vê graça na desgraça e acredita no seu cão quando ele não gosta de alguém.

 

banner clique
The following two tabs change content below.

Mariana Melissa

Gestora de pessoas e Coordenadora de projetos at Ideia de Marketing
Graduada em Marketing e Gestão de Recursos Humanos, é apaixonada pela arte da escrita e pelas relações pessoais. Já trabalhou com comunicação interna, redação e marketing. Atualmente é Gerente de Projetos na agência Target Mais e está a frente dos projetos internos do Ideia de Marketing atuando como gestora de pessoas e conteúdo. marianamelissa.s@gmail.com