Já dizia o velho guerreiro: “Quem não se comunica se trumbica.” A técnica do elevator-pitch sugere a transmissão de uma mensagem de forma rápida e clara. A fala não pode durar mais do que aquele tempinho, entre alguns andares, em um elevador… o que nos dá por volta de um minuto-ou até menos.

E quais são as chances de você ter de fazer ao menos um pitch na sua vida?

Bem, oito entre dez hackathons usam a “abordagem do elevador” como fase eliminatória e é cada vez mais recorrente vermos empresas incluindo a técnica em seus processos de seleção.

Mas nada de pânico! As crianças podem lhe ensinar a fazer um pitch de sucesso!
Dica: não deixe de assistir os vídeos!

TRANSMITA SUAS IDEIAS DE FORMA CLARA


As crianças sabem ser diretas e não curtem enrolação! Como você explicaria a sua proposta para uma criança de oito anos? Lembre-se que você não tem muito tempo para rodeios. Não se perca em teorias e citações. Vá direto ao assunto e seja verdadeiro!

TENHA MUITA IMAGINAÇÃO E GOSTE DE HISTÓRIAS


Não há quem resista a uma boa história. Contextualizar uma proposta com um toque de storytelling não costuma falhar, mantenha o interesse de sua audiência com um bom gancho.

NÃO FIQUE PARADO, MOVIMENTE-SE!


Já reparou que crianças conseguem bater palma, andar e ainda cantar ao mesmo tempo? Pois é! O ideal é que você consiga lidar com atividades simultâneas, como controlar seus slides, dar atenção à plateia e passar a sua mensagem. Pessoas muito paradas ou que apenas replicam slides, geralmente se perdem na questão tempo e entediam a plateia. Sendo assim, mexa-se – isso pode inclusive aliviar a tensão. Ganhe a atenção da plateia também com sua expressão corporal.

APROVEITE CADA MOMENTO DO SEU PITCH


Não há como empolgar sua plateia se você não curtir o seu momento. Mostre entusiasmo, deixe clara a sua motivação e os seus objetivos. Tire o sorriso do bolso e contagie o público com uma boa energia.

Seja dentro de um elevador, em um palco ou em uma entrevista de emprego, saber se comunicar será sempre importante. Ter conhecimento é essencial, mas pouco vale se não conseguir compartilhá-lo. E aí? Se você fosse fazer o seu elevator pitch me contando quem você é, como seria? Poste seu vídeo ou áudio nos comentários.

 

banner clique
The following two tabs change content below.

Giselle Santos

Coordenadora Acadêmica at Cultura Inglesa - RJ/DF/GO/RS
Formada em Marketing, pós-graduanda em Gestão Estratégica de Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual. Atua como Coordenadora Acadêmica na Cultura Inglesa RJ/DF/GO/RS e é membro do Painel de Especialistas em Inovação do Horizon Report K12 2014. Geek assumida,curiosa por natureza e investigadora de tendências e tecnologias disruptivas. Acredita que para ser feliz é preciso hackear a vida e não se acomodar! Mãe e avó de cachorro e inventora aos finais de semana.