Sustentabilidade tem sido um tema muito recorrente, mas na mesma onda de preocupações com o mundo, e com a imagem que se quer passar, é possível encontrar as mais diversas distorções sobre o tema. Então, por isso, no meio das definições cada vez mais complexas, é importante demarcar de uma vez que Sustentabilidade não é uma série de fatores que se apresentam por aí.

Sustentabilidade não é cuidar do meio ambiente

Sua marca promoveu a troca de todas as lâmpadas por outras mais econômicas, economiza água captando o que vem da chuva, promove coleta seletiva e utiliza produtos recicláveis ou biodegradáveis. Muito legal, ela realmente reduziu o impacto ambiental em seu ambiente de trabalho e tem uma relação com a água e com nossos recursos naturais muito responsável. Estas não fazem dela uma empresa sustentável.
Sustentabilidade não é recuperar o meio ambiente.

Sustentabilidade não é filantropia

Muitas empresas hoje contribuem para causas importantes, seja a educação de crianças ou adultos, a doação de roupas no final do ano, a ajuda a abrigos de velhinhos, crianças ou animais. Há aquelas que criam seus próprios institutos. Muito interessante uma marca usar a sua força para melhorar a vida das pessoas. Mais interessante ainda, do ponto de vista social e de mercado mesmo, se ela resolver investir as próprias forças – e moedas – organizando trabalhos importantes à sociedade. Isso mostra que ela tem uma consciência social respeitável e uma preocupação com o seu redor que interessa a muita gente hoje em dia. Não faz dela uma empresa sustentável.

Sustentabilidade não é propaganda

Vamos direto ao ponto. Sustentabilidade não é alarmar aos quatro cantos as suas “boas ações” acreditando num mundo melhor. Sustentabilidade não é comunicar aos seus investidores ou clientes o que sua marca faz ou deixa de fazer. Se sua marca quer ser sustentável e precisa alardear tanto as próprias belas medidas, algo vai mal, muito mal.

Sustentabilidade tem a ver com tornar o equilíbrio em seu processo produtivo o cerne da sua questão. Tem a ver com pensar na sua cadeia produtiva, no seu impacto ambiental e econômico antes de entregar o seu produto, seja ele um objeto ou um serviço. Agora que já sabemos o que não é Sustentabilidade, que tal procurar colocar em prática o que é?

banner clique
The following two tabs change content below.

Carolina Feitoza

Pesquisadora de consumo
Cientista Social e estudante de Design de Moda. Apaixonada por antropologia, arte contemporânea e design. Interessada em comportamento, consumo e comunicação. Atua como pesquisadora de consumo.