Sabe aquele ditado que diz: “falem bem ou falem mal, mas falem de mim”? Pois é, recentemente esteve presente na ação que a Coca-Cola fez no último capítulo da novela Império. Para quem não acompanhou o buzz, a marca, que é embaixadora da alegria, protagonizou uma cena de crime.

Na mesma hora, o burburinho tomou conta das redes sociais. Para compreender melhor, precisamos entender o significado do conceito product placement. Muita gente confunde com merchandising, que acontece quando o produto aparece em uma cena, ou em algum ponto de venda, mas não é a mesma coisa.

No processo de product placement, o produto aparece no contexto da cena. No caso da novela, o personagem estava com a boca seca, e para resolver, abriu uma lata de Coca Cola que tinha seu nome. O produto foi jogado na rua, próximo ao local do sequestro, junto com as impressões digitais. No desfecho, o nome do personagem na lata ajudou para que os outros conseguissem encontrar a personagem que havia sido sequestrada. Bingo! Porém, muita gente não gostou da ligação do produto com um bandido.

Pesquisando sobre esse assunto, encontrei um outro exemplo, que aconteceu no filme “O show de Truman”, que explorou a temática, de forma engraçada e crítica. O primeiro filme a ter uma ação desse tipo foi o “The Garage”, de 1919, onde aparecia o cartaz de um posto de gasolina.

Existem vários outros exemplos muito bem sucedidos, como é o caso do filme ET, de Steven Spilberg, que apresentou o chocolate Hershey´s. Na história da sétima arte, os filmes que tiveram mais product placement foram “A Ilha”, com 35 marcas; e “Transformers – a Vingança”, com 45.

O site ADNews conversou com o professor Fernando Palacios, professor de Storytelling da ESPM e Diretor da Storytelles Brand´n Fiction.Segundo ele, os comentários do episódio tem associação à cultura do brasileiro em relação à polarização entre mocinhos e vilões. Ainda de acordo com o professor, esse tipo de ação é comum nos Estados Unidos, e que o “escorregão” seja pelo fato da marca se posicionar como Embaixadora da Alegria e estar presente em uma cena de vilania.

Se esse tiver sido o objetivo da Coca Cola, eles conseguiram. E você, falou bem ou falou mal? Compartilhe sua opinião com a gente.

banner clique
The following two tabs change content below.

Alison Marques

Viciado em compartilhar conhecimento. É Especialista em Linguagens e Mídias Digitais, jornalista, palestrante e social media.