Se você trabalha com marketing digital ou acompanha o que há de novo na área, com certeza já ouviu falar sobre Webwriting. Mais do que simplesmente escrever para a web, o Webwriting reúne um conjunto de técnicas como escrita, composição, redação (que também inclui o storytelling), e SEO, com o objetivo de criar conteúdos matadores para o seu website, construindo e consolidando sua marca na internet.

Webwriting: O que é?

São várias técnicas voltadas para a criação e distribuição de conteúdo na internet. Esse conteúdo pode ser em texto, imagens, vídeos, áudios, entre outros formatos. Existe mais ou menos desde 1997, quando Jakob Nielsen (mais conhecido como pai da usabilidade), comprovou que a produção de conteúdos para web precisavam de uma forma diferenciada. O campo de atuação é amplo e envolve aspectos de usabilidade, arquitetura da informação, qualidade de conteúdo, SEO, gestão de conhecimento e etc. Como sabemos, a leitura na internet é diferente da leitura em impressos. Pesquisas de eyetracking comprovam que os olhos do internauta percorre um “caminho” ao se deparar com os websites – sendo assim, o leitor ‘escaneia’ o site todo, procurando palavras e imagens do seu interesse, descartando tudo o que não for relacionado ao que ele procura. Esse é um dos pontos mais importantes para o webwriter – é a partir daí que ele vai dispor seu conteúdo de forma atrativa para o leitor, procurando mantê-lo na página pelo maior tempo possível.

Como o webwriting pode influenciar nas minhas vendas?

Um site com boas práticas de webwriting é bem visto pelos motores de busca do Google. Fora isso, como dito anteriormente, o webwriting é essencial para a construção de marca. Ou seja, toda empresa que se preze deve contar suas histórias, deve expor seus conteúdos e experiências. O que difere sua marca das outras é o conteúdo que ela disponibiliza e como ela atinge o seu público. O webwriting está nos vídeos que você assiste, nas newsletters que você recebe, nos artigos de blogs que você lê. Está em praticamente tudo na internet. Para vender, seu website precisa ser visto pelas pessoas certas. E para ser visto, ele precisa estar otimizado e precisa fazer “amizade” com os motores de busca do Google. Como sabemos, os robôs Google não avaliam somente as palavras-chave, mas sim qualidade de conteúdo, links, imagens, e etc. E a fórmula que o webwriting usa para ajudar nesse processo é a seguinte:

  • Conteúdo extremamente relevante;
  • Textos com uma linguagem simples e de fácil entendimento;
  • SEMPRE ensinar algo ao leitor em cada post/ publicação;
  • Atualizações regulares;
  • Evitar o excesso de banners e anúncios;
  • Evitar arquivos flash e imagens muito grandes e difíceis de carregar;
  • Otimizar conteúdos, sem perder qualidade de texto;
  • Criar títulos e chamadas atrativos;
  • Revisar sempre seus textos antes de publicar, e se possível, peça para alguém ler;
  • Divulgar em todas as mídias sociais que você puder;
  • A cada 500 caracteres no máximo, abrir outro parágrafo;
  • Escrever em listas;
  • Colocar links de outros blogs e sites importantes;
  • Adicionar vídeos e elementos visuais para enriquecer seus conteúdos;

As técnicas de webwriting, quando bem aplicadas, tendem a trazer ótimos resultados para o seu website. Mensure os resultados e veja quais formatos mais funcionam para o seu negócio. E você, tem alguma dúvida, crítica ou sugestão? Não deixe de comentar, suas dúvidas podem ser alvo de mais um post aqui no Ideia. Até a próxima!

banner clique
The following two tabs change content below.
Publicitária, trabalha com assessoria e gestão da imagem de marcas, produtos e pessoas em Tati Fanti - Gestão da Imagem. É também colunista nos portais MMA Premium e Bjj Girls Mag. Acredita no poder das pessoas e na arte da comunicação como ferramenta de transformação.