Na minha trajetória profissional tive a oportunidade de ter um líder, alguém que me ensinou muito mais do que simplesmente chegar no horário, fazer tudo que ele mandar, não discordar e ainda estar sempre feliz. A primeira lição que aprendi é talvez a que mais me marcou e me mostrou como realmente um líder deve se portar, ele me dizia: “A palavra move; o exemplo arrasta”.

Parece algo simples, do tipo que ninguém precisa te contar para você aprender, mas na prática é completamente o oposto. Lideranças cada vez mais autoritárias e gerenciais fazem com que os membros da equipe queiram tirar o líder do poder – não por almejar aquele cargo e reconhecer o bom profissional que lhe guia, e sim por querer se ver livre dessa figura que assombra o seu cotidiano – e isso reflete em todo resto, no resultado, na motivação, na entrega da equipe e eu tudo que está ligado diretamente aos objetivos propostos. É claro que essa figura do líder chato, autoritário e arrogante ainda existe muito e é muito bem vista, infelizmente, por muitas organizações e isso é reflexo da falta de prepara dos próprios gerentes, coordenadores e cargos acima desses líderes, se eles são assim é porque aprenderam assim e entender ser a melhor maneira de lidar com sua equipe.

Para ser respeitado e seguido pelos seus liderados é preciso entender algo crucial para esse projeto: “Gerencie os processos e se relacione com as pessoas”. Um erro primordial de muitos líderes é querer gerenciar as pessoas, querer que façam exatamente como está mandando e sem errar, isso nunca acontece! Cada pessoa tem um perfil, com cada membro de equipe a motivação é diferente, os objetivos mudam e a comunicação igualmente. Sendo assim não tente gerenciar sua equipe, se relacione com ela, fale, escute, entenda e seja entendido. Deixe para gerenciar os processos, as burocracias e as tarefas.

Mostre o seu conhecimento para a sua equipe e ensine tudo que poder dando o seu exemplo, faça uma venda, atenda um cliente, resolva um problema que não é seu, mostre-se parte da equipe e sua equipe se mostrará disposta a andar ao seu lado. Não deixe o seu ego e o seu cargo te fazerem se sentir acima das outras pessoas, e demonstre isso – almoçar com a equipe e fazer parte dos encontros fora da empresa são ótimas opções – sua relação com a sua equipe deve ser transparente e humana, mas não se esqueça de cobrar, analisar desempenhos, dar feedbacks e corrigir quando necessário.

“O verdadeiro líder não tem necessidade de liderar, contenta-se em apontar o caminho.” – (Henry Miller)

banner clique
The following two tabs change content below.

Thiago Maia

Formado em Marketing, atua na área comercial há mais de 7 anos, atualmente no setor de Franchising. Apaixonado por comunicação e entusiasta de vendas. Pró-ativo, curioso e muito teimoso. Acredita no poder das marcas e acima de tudo no poder das pessoas.

Latest posts by Thiago Maia (see all)