Estamos vivendo em uma época em que boa parte das empresas estão presentes nas redes sociais, sendo assim, a concorrência pela atenção do usuário se torna cada vez mais acirrada. É uma luta, às vezes, convencer sobre a importância de estar no ambiente online e, muitas vezes, o erro começa logo no início do trabalho.

Como assim? Bem, infelizmente, as redes sociais ainda são vistas como mídias gratuitas, o que não é verdade! Quer aparecer? É necessário investir. Porém, diferente das mídias tradicionais, existe a possibilidade de mensurar o resultado de cada campanha que é feita na web, uma vez que é possível destinar o investimento para o público certo. Sem investimento, você estará falando para as paredes. Sente-se assim? Então, reveja esse conceito e passe a investir.

Outro ponto muito comum: estou investindo, mas o retorno é zero! A pergunta é: Estou fazendo para o público certo? De fato, conheço meu público e meus clientes em potencial? Caso não, procure conhecer, para que a campanha possa ser mais exata.

Muitas vezes, costumamos apontar o erro na etapa final do trabalho, porém, vamos comparar a uma fábrica de biscoitos. Se o produto está indo para a embalagem com um gosto estranho, ou quebrado, por exemplo, é possível que uma das máquinas esteja com defeito. Então, é preciso reavaliar o processo de fabricação.

Para evitar que o mesmo aconteça com uma marca nas redes sociais, é necessário que toda a equipe de Atendimento, Planejamento, Direção de Arte, Redação e Social Media esteja toda alinhada. Um trabalho de sucesso é antecedido por um bom briefing. Tudo precisa estar muito bem alinhado. Estar nas redes sociais não é sinônimo de “é só um post para o Facebook”. É muito mais que isso. Cada post precisa ser relevante para quem vai recebê-lo.

Essa conscientização, precisa ser feita antes mesmo do início do trabalho, com o empresário que procura a agência. Muitas vezes, eles ficam presos a quantidade “x” de postagens que precisam ser feitas diariamente, porque se não tiver, pra ele, é como se o trabalho não estivesse sendo feito, em outras palavras, está “gastando” à toa. Resultado final: o social media acaba ficando com o trabalho engessado e concretiza o conceito de “é só um post para o Facebook”. Conseguiram ver que o problema não está na etapa final?

Quando não estou mais obtendo resultado, preciso imediatamente identificar o erro e rever os conceitos de cada etapa do trabalho. Está passando por isso? Então, desafio lançado! Depois, lembre-se de compartilhar conosco, nos comentários, o que melhorou após isso.

 

banner clique
The following two tabs change content below.

Alison Marques

Viciado em compartilhar conhecimento. É Especialista em Linguagens e Mídias Digitais, jornalista, palestrante e social media.