Não, não vai ter aqui uma lista de ideias que você pode investir seu tempo e dinheiro e começar a lucrar com isso. Também não é o intuito do texto explicar como se pode desenvolver uma empresa de sucesso a partir de uma ideia simples. Talvez também não encontre aqui muitos argumentos para que você largue já o seu emprego para iniciar um império.

Pronto, agora que nós filtramos bem as intenções deste artigo, podemos ir direto ao assunto: as ideias podem sim, ser bons negócios. Para tanto, é necessário que a ideia seja simples, resolva um problema, seja exequível e um tanto quanto diferente. A diferença e o ineditismo tornam a ideia ainda melhor. Do ponto de vista comercial, ideias simples são mais bem vendidas. O cliente compreende, percebe a necessidade e compra. Simples assim.

Tudo que você precisa é ter então uma pitada de humildade para juntar a sua ideia a outras, talvez melhores, perguntar para pessoas o que elas acham. Realizar uma boa pesquisa discreta e objetiva, sobre como as pessoas lidam com ela. A partir de algumas análises, podemos já ter uma boa noção de como esse conceito está sendo formado e como ele pode se tornar um negócio.

Apesar de não ser o foco do texto mostrar como se cria um negócio de sucesso, é importante citar algumas ideias que se tornaram belos cases de empreendedorismo, posso citar Starbucks, Góoc, Ralph Lauren, Honda, entre diversos outros excelentes exemplos de persistência e boas ideias. Todos eles têm um ponto em comum: a necessidade. Todos encontraram necessidades a serem atendidas e descobriram uma forma prática, eficiente e nova de supri-la.

Os empreendedores vislumbram um problema e o resolvem, depois disso, tornam esse processo simples. Os melhores negócios começam por um problema difícil de resolver que depois, aos olhos do cliente, parecem fáceis. Eles pagam bem por isso e a ideia se torna brilhante!

Já chega de recriar ideias, de copiar o conceito de um produto e entregá-lo com outra embalagem. Os consumidores, ávidos por novas tecnologias e inovação, percebem facilmente quando um produto quer enganá-los. Todos conseguem visualizar as más intenções através de algumas caixas de acrílico transparente que querem vender um produto inovador. Mas a inovação já veio em outra caixa, talvez mais colorida e menos criativa.

O importante é sabermos da criatividade envolvida, do conhecimento empregado no projeto, da novidade, da solução de problemas. Clientes satisfeitos não se tornam advogados da marca por acaso, eles a amam. Amam as ideias, as soluções e a simplicidade com que estas foram concebidas. Portanto, crie incansavelmente, resolva problemas, encontre as soluções que ainda não foram inventadas e coloque isto em uma bela embalagem, desenvolva uma identidade visual capaz de gerar encantamento. Pronto, sua ideia já poderá se tornar um bom negócio.

Todas as marcas que foram citadas aqui foram desenvolvidas por pessoas criativas, empreendedoras e que tentaram desafiar a lógica que já estava posta. Isso não significa que eles tiveram facilidade no processo, muito menos que não investiram um bocado de dinheiro e tempo em seus projetos. Pelo contrário, eles estavam incansavelmente tentando tornar suas ideias incrivelmente simples e efetivas. Torne-se um solucionador de problemas e logo sua empresa vai se tornar uma referência em inovação e marca.

 

banner clique
The following two tabs change content below.

Jonatan Fortes

Consultor Empresarial
Consultor empresarial, Diretor de Marketing da Fonte de Talentos (RS). Mestrando em Desenvolvimento Regional, onde busca conhecimentos visando aplicar na geração de talentos. Acredita no poder da comunicação e atua na promoção e desenvolvimento de empresas e talentos para o crescimento coletivo.

Latest posts by Jonatan Fortes (see all)