Usamos nossos cinco sentidos no dia-a-dia, nosso corpo nos leva com muita sabedoria para todo lugar. Se um cheiro é ruim, logo franzimos a testa. Se o toque é áspero, damos um passo para trás. A experiência nos leva para onde é melhor, onde tem mais benefícios, onde o nosso corpo quer estar.

Agora, imagina estar sem um desses cinco sentidos. De olhos vendados, é possível apreciar melhor o sabor, não é mesmo? A partir desse conceito foi construída uma marca. Um (agora) famoso restaurante parisiense investiu na ideia, e de tanto sucesso, hoje espalha filias pelo mundo, com sua estratégia de marca: usar os sentidos para valorizar o sabor e a textura dos pratos.

O marketing sensorial é bem difundido, muitos autores foram capazes de desenvolver brilhantes trabalhos sobre ele. Um passo a mais e temos a experiência de marca, que pode ser uma ótima ferramenta para atrair e cativar clientes, mas também pode derrubar uma marca. Nesse caso, tiramos a ideia de beneficiar alguns dos sentidos, mas atender a todos, pois a experiência agora é emocional.

O marketing experiencial traz à tona tudo o que uma marca, produto ou empresa pode oferecer de benefícios. No mundo atual, onde tudo é conectado, dinâmico e interpessoal, as experiências de marca estão indo ao encontro do que o consumidor está pedindo. Se ele quer agilidade, esta será atendida; se ele quer sabor e preço, também, e por aí vai. A experiência é além de sensorial, é ainda mais que emocional. Tudo para agradar públicos antenados com a mudança e sedentos de experiências inesquecíveis.

Uma marca deve, além de estar alinhada com seu público, sabendo das suas necessidades, poder satisfazer seus consumidores lhes proporcionando momentos agradáveis. O carinho com que somos recebidos em determinadas pousadas e hotéis faz-nos sentir como se estivéssemos na casa de nossos avós. Essa experiência que vai fazer-nos voltar lá. O cheiro do café passado na hora – diferente daquela máquina que fica ao lado de outra máquina que têm leite à disposição, não tem preço. Mas tem valor, esse valor que pode ser muito bem percebido na hora do check out.

Estamos todos esgotados de marcas, produtos e serviços sendo oferecidos de qualquer jeito, a qualquer hora e por todo tipo de preço. Quem puder ser agraciado com uma experiência única, que agrega pontos aquele produto, além da solução do problema do cliente, está dando a oportunidade de ele voltar. Pois só quem é bem tratado volta, somente quem recebe o tratamento que deseja pensa em manter um relacionamento. Nunca é demais lembrar que é fácil de acostumar-se com o bom, então por que entregar o mediano para o seu cliente? Ele merece o melhor da sua marca. Então entregue!

Uma hora experimente fazer algo inusitado ao seu cliente, peça que ele escolha um dos cinco sentidos para consumir a sua marca. Peça para que ele lhe identifique perante a concorrência. Será que ele conhece mais da sua marca do que você? Ele pode te surpreender. Teste seus próprios produtos: busque onde cada um deles se destaca pela forma, pelo visual, pelo toque.

Experimente fazer uma rodada de sabores em uma mesa, cada cliente pode ser presenteado se adivinhar as frutas que compõem aquele suco. Vendado, ele precisa adivinhar de que é feita aquela salada mediterrânea. Tenho certeza de que a experiência vai fazer o seu cliente mudar a percepção que ele tem dos seus produtos, e mais ainda da sua marca. Experimente!

banner clique
The following two tabs change content below.

Jonatan Fortes

Consultor Empresarial
Consultor empresarial, Diretor de Marketing da Fonte de Talentos (RS). Mestrando em Desenvolvimento Regional, onde busca conhecimentos visando aplicar na geração de talentos. Acredita no poder da comunicação e atua na promoção e desenvolvimento de empresas e talentos para o crescimento coletivo.

Latest posts by Jonatan Fortes (see all)