Dicas valiosas para explorar sua marca

A primeira dica é em relação à definição do nome como estratégia. Chegam a ser “música para os ouvidos” de alguns, são fáceis de pronunciar e de reconhecer em qualquer lugar. Inconfundíveis.

A partir de um bom nome, parte-se então para a definição em relação ao posicionamento da marca na mente do consumidor. Que através de pesquisas com o público alvo vai auxiliar a estabelecer três níveis de atributos de um produto ou serviço:

Benefício Central – também chamado de núcleo. É o que está na essência da necessidade do consumidor.

Características físicas e psicológicas: referem ao design do produto a sua apresentação.

Serviços envolvidos: pense em algo que acrescentará melhores percepções de satisfação ao seu cliente.

Muitas vezes, a única estratégia de marketing utilizada por algumas empresas é o preço de venda. Porém a armadilha é sempre estar disposto a reduzir seu preço de venda ao invés de convencer o consumidor que seu produto tem mais diferenciais, maior valor agregado, enfim… Tenha sempre em mente que o preço é o único fator que gera receita para a empresa. Cuide bem dele! Como? Pense que o preço sempre estará entre a linha do muito alto que ultrapasse o despertar de uma demanda e a linha inferior que é insuficiente para produzir lucro. O consumidor julga que o preço que ele deve pagar no produto ou serviço tem que ser menor que o valor dos benefícios que este lhe oferece. Ou seja, para se determinar o preço é necessário entender a percepção de valor que fazem os clientes. Quanto mais valor ele perceber mais ele estará disposto a gastar. Veja que as grandes marcas, apesar de controlarem muito bem seus custos e de atingirem grandes lucros, não estão preocupadas em fazer o menor preço da praça. Estão preocupadas em aumentar o nível do serviço para cativar cada vez mais clientes.

Definitivamente, guerrear apenas nos preços de venda deixando de lado todo o restante do mix de marketing é o que difere grandes marcas de pequenas marcas. As marcas fortes vão além dos atributos e benefícios percebidos, elas se posicionam sobre experiência com um alto apelo emocional. Inverta a lógica de pensar sobre a produção, defina estratégias de acordo com o que de fato representa valor para o cliente. Afinal, a chave do sucesso de uma marca está em quando ela cria uma profunda conexão com o cliente. Essa relação acontece na medida em que ela conquista a preferência e a fidelidade do consumidor, e isso muitas vezes independente do preço. Um branding forte é, na verdade, o quanto uma marca possui de clientes fiéis. É a equação do efeito positivo diferenciador que causa o nome desta marca na reação dos consumidores.

banner clique
The following two tabs change content below.

Augusto Talarico

As vezes você ganha, as vezes você aprende. O seu grande mestre deveria ser o seu último erro. Perfil: Estudante da Pós ADM- FGV e colunista no Ideia.