Uma pesquisa divulgada recentemente pela ComScore, feita nos Estados Unidos, chamou bastante atenção. Parte significativa das visitas a sites de varejo estão sendo feitas por dispositivos móveis, representando 55% (44% pelos smartphones e 11% pelos tablets). Os 45% estão divididos em desktops e laptops.

Nos Estados Unidos, esta realidade reflete em outros dados coletados. Foi identificado que 35% dos usuários utilizam smartphones para localizar uma loja. Outros 24% para encontrar descontos e 19% pesquisam a disponibilidade dos produtos.

Os números só tendem a crescer. Sua empresa está pronta para isso? Adapte-se a realidade móvel o mais rápido possível e adeque seus anúncios para o movimento cross-device, que chegou para ficar.

E no Brasil?

A realidade não é muito diferente, principalmente se tratando dos jovens. A sociedade hoje não consegue mais separar o online do off-line. Segundo a pesquisa “Jovem Mobile.BR”, realizada pela E.life entre maio e junho deste ano com jovens de 18 a 30 anos, 95,6% já possuem smartphones e 51,7% têm tablets.

Entre as dificuldades apontadas por esses jovens estão as faltas de segurança, usabilidade e integração entre as plataformas. (Pense em como sua campanha pode ultrapassar essas barreiras).

E o que eles tanto fazem no ambiente online?

Quem conseguiu reunir esses dados foi a Pontomobi. De acordo com a pesquisa, 2,5 milhões de brasileiros já possuem o hábito de fazer compras em dispositivos móveis. Ainda segundo a análise, o brasileiro passa pelo menos 84 minutos usando o Smartphone por dia. O aparelho é checado a cada 8 minutos e 30 segundos. Mais da metade dos usuários de smartphones tem entre 12 e 34 anos. 10,7% dos brasileiros usam o dispositivo móvel como principal meio de acesso à internet, enquanto que 53,9% usa o smartphone como segundo meio. (Acredito que esse número em breve vai reverter).

Entre as principais informações buscadas podemos destacar: Entretenimento e arte (15%), notícias (12%), conhecimento geral (10%), compras e alimentos (7%), tecnologia e cuidados com a saúde (6%).

A pesquisa revela que as principais tarefas realizadas são: Ligações telefônicas (83%), e-mail (74%), buscas (67%), fotos (62%), mídias sociais (57%).

E quais as vantagens de investir em campanhas mobile?

Vamos lá… Através da hipersegmentação, você pode conhecer seus clientes, saber do que eles gostam, para assim poder impactá-los. A agilidade que o mobile proporciona permite que em pouco tempo você possa conversar com milhares de pessoas. Lembre-se de personalizar (afinal de contas, você terá informações suficientes para isso). Mensure os resultados e leve os pontos positivos para as próximas campanhas.

Sabe o que é melhor? O Mobile Marketing pode custar 300% menos do que as mídias tradicionais. Mãos à obra!

Alison-Marques

banner clique
The following two tabs change content below.

Alison Marques

Viciado em compartilhar conhecimento. É Especialista em Linguagens e Mídias Digitais, jornalista, palestrante e social media.