Vivemos literalmente em uma guerra de informações e dados. Principalmente com o advento das tecnologias, as empresas, os governos e, as pessoas em geral, produzem e publicam informações 24 horas por dia. Esse cenário, tal qual uma “Torre de Babel”, explicita uma realidade: a busca pela atenção de alguém. Todos, principalmente as empresas, querem persuadir, cativar, envolver, conquistar fãs, clientes e, se diferenciar pelas suas ações. Mas ai que reside o grande desafio: como se destacar, ou mesmo, ser percebido diante de tanta facilidade de informação e tanta concorrência? Certamente para tal é necessário uma sólida construção que agrega produtos/serviços + atitudes coerentes + posicionamento + uma série de atributos. No entanto, em se tratando de comunicação e informação, um aspecto que parece óbvio, por vezes é esquecido nesse contexto de construção de marca e legitimação: o poder das imagens em comunicar algo.

polo-0321Em um mundo farto de textos, mensagens e dados brutos, as imagens se destacam pela sua capacidade de evidenciar fatos e tornar agradável aos olhos do leitor algo que sem elas, passaria despercebido. O universo visual é uma estratégia riquíssima para qualquer pessoa ou empresa que queira apresentar, informar, vender, convencer ou evidenciar alguma coisa. Já é sabido que retemos em torno de 10% do que ouvimos, por outro lado, quando visualizamos algo, a nossa capacidade de lembrança, triplica e, ademais, sempre a imagem chamará mais atenção do que o texto.

Nós comunicadores precisamos aprender a pensar e comunicar através das imagens. Uma informação contada em um texto é apenas mais uma informação “brigando” em um universo poluído de dados. Porém, essa mesma informação, contada via imagens, além de comunicar, chama a atenção pela estética, pelo movimento, pelas cores, sem contar que, ajuda o leitor/público a entender facilmente a mensagem. Portanto, ela cria um diferencial para o que se propõe a traduzir.

Diante disso, eu pergunto:

Quantas vezes você compartilhou alguma foto ou tirinha nas suas redes sociais porque ela era agradável aos olhos? E, você leria ou compartilharia essa mesma mensagem caso fosse apenas um texto?
Quantas vezes você leu alguma notícia só porque lhe chamou atenção a imagem?
Quantas vezes você se aproximou de uma empresa que nem conhecia só porque achou legal um vídeo que ela fez?

Em um mundo onde a informação é cada vez mais fácil, a diferenciação está na forma de contar as histórias, os fatos, de mostrar os produtos, as ações.

Então, ao invés de você escrever aquele release ou texto cansativo no site da sua empresa, que tal usar as imagens ou uma animação para demonstrá-lo? Ao invés de sair postando textos nas redes sociais, que tal evidenciar essas mensagens em imagens gráficas ou contar histórias em quadrinhos sobre seu produto, sobre sua organização ou seu insight?

Veja o exemplo de uma informação – que poderia ser apenas mais um texto chato – (sobre a evolução dos atletas) contada via animação de dados : http://migre.me/fYBg5

Em um mundo conturbado de palavras e “ideias soltas pelo ar e pela nuvem”, as imagens aumentam as chances de captar a atenção de quem está “navegando” nesse universo.

rodape_altissimo

 

banner clique