Por que minha empresa precisa estar na internet e em especial nas mídias sociais? Isso é mesmo importante?

Essas são perguntas que grande parte dos empresários se faz todos os dias. Muitas vezes elas são respondidas por eles mesmos com o famoso “em time que está ganhando não se mexe”, mas será que isso ainda é válido uma vez que a cultura digital está crescendo a cada dia no Brasil? Nada melhor que números e fatos para responder essa pergunta.

No final de 2012, a Hi-Mídia estudou o comportamento no Facebook dos brasileiros das cinco regiões do país. Seu estudo identificou que 75% dos usuários acessam o site pelo menos uma vez por dia e interagem com as marcas ali anunciadas. A pesquisa ainda apontou que 12% dos entrevistados já haviam comprado diretamente pelo Facebook e que os 35% que afirmavam nunca terem feito isso, só não o fizeram porque não sabiam da existência dessa possibilidade.

mkt digitalJá no início de 2013, o Wall Street Journal noticiou que o Brasil é a capital da mídia social do mundo – Brazil: The Social Media Capital of the Universe era o título da matéria. Nela informava que o Brasil é o maior mercado para o Youtube fora dos Estados Unidos e um dos países de maior destaque para o faturamento do Facebook e do Twitter. A matéria ainda informava que enquanto a média mundial de permanência no Facebook à época da pesquisa era de 361 minutos-mês, no Brasil, para o mesmo período de análise, a média era de 535 minutos-mês.

Na primeira quinzena de maio de 2013, foi a comScore quem divulgou o resultado do estudo que fez em parceria com o Interactive Advertising Bureau (IAB) sobre a importância das mídias para os brasileiros. A grande surpresa no resultado foi que a internet já é a mídia principal para 88% dos brasileiros. A televisão, até então consagrada como mídia principal, passou a ocupar a segunda posição com 55% da preferência, seguida por jornais (44%), rádio (28%) e revistas (27%).

Todos esses dados já seriam suficientes para justificar que as mídias sociais são instrumentos cada vez mais populares e extremamente importantes para qualquer empresa, mas para que a pergunta inicial seja respondida com maestria, ainda há outra pesquisa muito interessante sobre vendas pela internet – a realizada pela Kuantokusta. O resultado desta pesquisa foi divulgado em março de 2013 no iG. Segundo ela, 57% dos brasileiros se sentem pressionados pelos vendedores em lojas físicas e 61% dos entrevistados acreditam que há mais liberdade nas compras online por terem mais tempo para analisar os produtos. Com esse estudo, a Kuantokusta também demonstrou que dentre as pessoas que se arrependeram de uma compra 43% a fizeram em lojas físicas enquanto 28% a fizeram no ambiente virtual. Essa informação serviu para quebrar o paradigma de que compras online poderiam causar mais arrependimento por não haver contato com o produto.

Através destes dados fica fácil perceber que a forma como os brasileiros compram e se informam sobre produtos e serviços está mudando. De certa forma, o futuro das relações comercias parece ser online. Portanto, é fundamental que as empresas estejam na internet e nas mídias sociais. Adaptar-se a essa nova realidade é necessário e “mexer no seu time” além de possibilitar que sua empresa se destaque no mercado e conheça melhor seu consumidor, também pode fazer com que ela trabalhe de forma mais assertiva. Se o futuro é online, melhor preparar-se para ele agora.

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

Erica Ariano

Erica Ariano

Apaixonada por tudo que é futurista e único, sofre de curiosidade latente e desprendimento de convenções. É consultora de marketing, especialista em mídias digitais e palestrante. Sua porção engenheira a faz ser louca por neurociência, por isso estuda o assunto e escreve sobre ele aqui também.

Latest posts by Erica Ariano (see all)