“Viver sem filosofar é o que se chama ter os olhos fechados sem nunca os haver tentado abrir.” – René Descartes

Filosofia e Marketing, ciências estabelecidas em momentos totalmente diferentes na história, porém com características reflexivas que se unem em torno de um propósito. Ouso dizer que sem filosofia não há marketing. A filosofia não esta no como fazer, mas sim no “por quê?”, encontra-se nos questionamentos – o marketing tem a vantagem de fornecer respostas de forma criativa aos questionamentosdas pessoas, porém não é simplesmente oferecer produtos freneticamente com belas embalagens e propagandas, mas sim entender que tudo passa por um processo reflexivo e estruturado.

Vamos pensar fora da caixa? Convido você assistir mais uma excelente reflexão do Mario Sergio Cortella.

A complexidade do universo é formidável, somos uma pessoa dentre um infinito de possibilidades que permeiam a nossa existência. Cortella foi brilhante com essa “carteirada”, reflito sobre sua argumentação empresas/profissionais que tem a obrigação, ou pelo menos deveriam ter, de saber com quem estão falando para comunicar corretamente o produto/serviço que pretendem oferecer.

Partindo deste pressuposto, a definição da estratégia é essencial para atingir de forma precisa e entender que o foco no cliente é diferente para o foco do cliente.

Pensando desta maneira, a Tesco (líder da rede britânica de varejo) estabeleceu como objetivo também obter o 1º lugar na Coréia do Sul, o problema grande foi que o mercado sul-coreano é totalmente diferente do mercado que ela já detém liderança. A partir desta premissa, a Tesco  entendeu que deveria buscar compreender com quem estava falando/vendendo e, após algum tempo uma nova estratégia foi estabelecida e o resultado foi simplesmente fantástico, vamos ver?

Este caso demonstra entre todas as lições, que pode oferecer o valor da inovação. Em tempos que o fator primordial para muitos é encontrar “tempo”, a estratégia que a Tesco trouxe ao mercado da Coréia do Sul agregava uma solução inovadora que vez total diferença, a final, os números obtidos já falam por si e principalmente a satisfação de seu consumidor.

 Agora empresas/profissionais reflitam: vocês sabem com quem estão falando?

 Um grande abraço e até a próxima!

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

banner clique
The following two tabs change content below.

Eduardo Silva

Apaixonado pela vida e suas surpresas, adora uma boa conversa. Especialista em Planejamento Comercial, é palestrante em negociação e vendas.