autoconhecimentoNa série Liderança I, II e III falamos sobre temas importantes para o desenvolvimento de relações duradouras e de equipes produtivas como percepção, comunicação e feedback. Para quem não teve a oportunidade de ler, fica o convite! Hoje vamos tratar de um assunto também agregador a esta série e pouco explorado por pessoas e organizações: o autoconhecimento.

Quantas vezes nos deparamos com situações do tipo: “Ele é muito bom no que faz, mas, não teve sorte na vida”; “ Fulano é competente, mas, é muito arrogante”; “Ele sabe fazer, mas, é inseguro”; entre outras? Existem diversas particularidades que podem se transformar em obstáculos na vida pessoal e profissional se não forem bem administrados.

A forma como nos percebemos e a forma como somos percebidos pelas pessoas que nos rodeiam são bem diferentes, o que vale também para marcas e empreendimentos em relação ao público alvo. Quanto maior o grau de autoconhecimento, melhor a aproximação entre tais situações e maiores as possibilidades de alcançarmos nossos objetivos. Existe uma forte tendência do ser humano em buscar construir relações e resultados mudando as pessoas do meio o que acaba gerando ainda mais resistência, conflitos, competições desnecessárias e perda de espaço no mercado.

autoconhecimentoO objetivo deste artigo é convidá-lo a refletir sobre o impacto que o autoconhecimento pode trazer a sua vida, ao fator motivação, às relações pessoais, profissionais, à carreira e às organizações. Um modelo de autoconhecimento bastante trabalhado por profissionais da área de psicologia é a Janela de Johari, criada por dois americanos – Joseph Luft e Harrington Ingham. A ferramenta, dividida em quatro quadrantes, proporciona ao indivíduo uma visão mais ampla daquilo que é mais ou menos conhecido por ele próprio e pelos outros. Compreenda melhor assistindo ou ouvindo o vídeo abaixo – No programa Saia Justa/GNT, Eduardo Ferraz, escritor e consultor em gestão de pessoas aborda o tema junto a diversas figuras da TV brasileira e explica cada um dos quadrantes.

O autoconhecimento é uma ferramenta de grande contribuição para o sucesso seja pessoal ou empresarial. Pratique o conceito por meio da técnica Janela de Johari. Visite o link, faça download da ferramenta e preencha-a: http://marcelo.todoinfo.com.br/janeladejohari.pdf . Mas, atenção, seja honesto nas respostas! Confira também as dicas para exercer o autoconhecimento e alcançar melhor produtividade, por Alberto Alvarães, especialista em comportamento organizacional:

1. Descubra a sua missão de vida e defina claramente os seus objetivos e metas;

2. Não se preocupe em administrar o tempo, ele não se modifica. Preocupe-se em administrar a sua vida no tempo;

3. Verifique, em cada tarefa, o quanto ela é urgente e importante. Elimine as urgências e dedique-se às prioridades;

4. Vença as suas crenças limitantes. Algo só será impossível se você tiver um fato que comprove isto;

5. Entenda sua vida como um todo e não somente no âmbito profissional ou pessoal;

6. Reveja periodicamente o seu planejamento pessoal, tome as atitudes necessárias para cumprir as metas e os prazos, revisando-os a cada ano;

7. Evite expressões que programam negativamente seu cérebro como “não vou conseguir”, isto é difícil ou “não sou capaz”;

8. Afaste-se de pessoas negativas, evite alimentar sentimentos e notícias ruins;

9. Cuide de sua saúde e paz espiritual;

10. Planeje o futuro por longas décadas e aproveite as oportunidades como se fosse o seu último dia de vida. Busque a felicidade em cada momento de sua vida.

Ultrapassar barreiras emocionais proporciona resultados melhores para a vida pessoal e para a carreira, além de contribuir para a eliminação de fatores que desmotivam o cotidiano. Quanto maior a percepção de si próprio, de como se é percebido, interpretado pelos outros, maior será o poder comunicação, evolução e desenvolvimento do meio. Lideranças precisam estar atentas sobre como suas empresas estão sendo percebidas pelo público-alvo, mas, para que possam desempenhar melhor este papel devem começar por sim mesmas, junto à equipe. O autoconhecimento é o diferencial de rendimento e competitividade para pessoas e organizações, uma ferramenta imprescindível para aproximar o sonho da realidade. Abraços, até o próximo post!

QUERO RECEBER NOVOS ARTIGOS POR E-MAIL

Zélia Oliveira

banner clique