Relações Públicas num contexto moderno devem sim manter práticas clássicas de relacionamento com diversos stakeholders, mas é sempre bom que desenvolvamos em nós a parte criativa, que diferenciará nossas marcas e companhias num mercado tão competitivo e saturados de mesmices. Por que não ousar quando temos espaço para isso?

Mas são muitas as vezes que, ou não temos espaço ou nosso público-alvo não é impactado com determinado tipo de ação de RP. E é por isso que falarei um pouco sobre os canais mais comuns usados por profissionais da área para comunicar e estabelecer relacionamentos.

Muitas empresas tem seu setor de Comunicação Externa e RP orientados para Assessoria de Imprensa. Por isso entendemos a criação de um mailing de jornalistas e blogueiros ligados ao tema a ser “emplacado” (lançamentos de produtos, eventos, ações com consumidores, novas campanhas publicitárias, etc). Para cada situação deve-se compor um mailing específico garantindo que o assunto seja de interesse do máximo de pessoas que receberão o “press kit”. O segundo passo é elaborar um release que contenha todas as informações importantes sobre o assunto a ser divulgado, seja escrito e organizado de uma forma clara e diferenciada. Junto ao release muitas agências e empresas elaboram o press kit no qual é importante ser criativo e garantir que o jornalista tenha contato com o produto a ser lançado, capte a ideia do evento, etc.

Eventos são muito utilizados para apresentar um novo produto ou serviço ao público em geral. Podem também ser comemorativos ou de simples divulgação de utilidades dos produtos. Os convidados são selecionados conforme seu nível de envolvimento com a marca e com possíveis negociações. Podem ser funcionários e colaboradores, parceiros, possíveis clientes, mídia em geral, etc.
As mídias sociais são um novo caminho de atingir consumidores, críticos, prospects, mídia, concorrência. O terrirório virtual ainda é pouco explorado pelas empresas pois ao mesmo tempo que abrem um canal para comunicação ele aumenta a possibilidade de disseminação de informações falsas e acusações infundadas em uma velocidade inimaginável que dificulta o monitoramento. Empresas brasileiras estão cada vez mais entendendo os limites das redes e tendo sucesso em posts e ações virtuais.

Conversar com o público interno é importantíssimo. Para isso RP utiliza meios como, intranet, murais, campanhas internas, comunicados via email, concursos, canais de televisão interna, publicações de revistas ou jornais, e até mesmo eventos.

Todos esses caminhos permitem que o RP gerencie sua marca (o princípio do Branding) de forma a garantir uma boa inserção no mercado.

Numa visão bem simplificada pudemos entender um pouco mais sobre as diversas possibilidades de dialogar com públicos estratégicos sempre tentando estabelecer ou reforçar relacionamentos benéficos à marca. Penso que o desafio dos novos profissionais de Relações Públicas é ousar (quando possível) em ações que agreguem valor à companhia gerando respeito, admiração e fidelidade de consumo sem abandonar técnicas já estabelecidas e bem recebidas pelos stakeholders.

banner clique