É também por ter esse tipo de consciência que os profissionais de RP se comprometem com a realidade da empresa, buscam construir uma reputação associada à confiança, compromisso com a sociedade, responsabilidade ambiental e sustentabilidade para que assim possam esperar um melhor retorno dos públicos estratégicos.

Para explorarmos um pouco mais sobre o universo profissional das Relações Públicas é essencial que tratemos de planejamento estratégico, domínio administrativo e visão interdisciplinar que considera o contexto das situações.

Gosto da definição de Danilo Gandin para planejamento, “é o processo de interferir na realidade para transformá-la numa direção claramente indicada”. Partindo disso entendemos que o trabalho de RP necessita de uma orientação para a ação. Relações Públicas tem um grande caráter administrativo o que exige que os profissionais da área tenham uma boa visão de planejamento e estratégia.

Para obter resultados é essencial que se prove a importância das ações de relacionamento com diversos públicos dependendo do contexto e das necessidades do negócio. A valorização da obtenção e mensuração de resultados deve sempre ocorrer considerando que, apesar do caráter administrativo das Relações Públicas, ela não deixa de ser domínio da Comunicação.

O trabalho dos relações públicas sempre parte da necessidade de estreitar, criar ou desfazer relacionamento com públicos estratégicos. Partindo daí, as ações são desenvolvidas em coerência com os valores e visão das empresas para que se obtenha sinceridade e que os relacionamentos com públicos-alvo sejam criados sobre uma fundação resistente.

É claro que não é possível prever as reações dos públicos e é essa uma das dificuldades dos RP’s quando tem que provar que determinado investimento em ações de RP terá um retorno garantido seja em buzz espontâneo na mídia ou em aumento de vendas. Essa dificuldade é vista pelos profissionais como parte do jogo e sempre fazemos o possível para atingir o público-alvo como planejado estrategicamente, mas temos em mente que comunicação não é exata e as pessoas não são robôs controláveis.

É também por ter esse tipo de consciência que os profissionais de RP se comprometem com a realidade da empresa, buscam construir uma reputação associada à confiança, compromisso com a sociedade, responsabilidade ambiental e sustentabilidade para que assim possam esperar um melhor retorno dos públicos estratégicos.

Os princípios orientadores das Relações Públicas estão relacionados à obtenção de atributos intangíveis para a marca construídos também com bons relacionamentos com públicos (consumidores, prospects, governo, terceiro setor, concorrência, imprensa, públicos internos, colaboradores/parceiros, entre outros) buscando sempre a unidade e coerência de ação com os valores da organização.

banner clique