Os três pilares mais conhecidos pelo universo empresarial ainda não detêm o valor que merecem.

Grande parte das empresas define sua Missão, Visão e Valores (até mesmo negócios menores que mal tiveram um plano de negócio), mas ainda de forma superficial e sem levar muito em conta o que cada pilar representa. É comum encontrarmos um papel colado na parede da recepção da empresa ou na sala do “presidente”, exibindo “tamanho conhecimento no marketing”, como é muitas vezes anunciado por elas.

Ainda há aqueles que já não acreditam tanto nesses pontos, justamente por essa “moda empresarial”, se podemos dizer assim. Mas o que eles realmente refletem em seu negócio e como isso pode ajudá-lo a favor de seu crescimento?

Tentei explicar esses pilares baseado na prática real de cada um, vejam:

Missão

O que você representa para a sociedade? Qual é sua razão de existir? Como seu negócio faz sentido para você além das vendas?

Certa vez, trabalhei com um cliente que oferecia, em seus serviços, Pilates, Yoga e Treinamento Funcional. Além, claro, de buscar o sucesso de seu negócio (pilar sustentado pela visão), o cliente acreditava que o exercício físico (mais voltado aos serviços oferecidos) poderia fazer das pessoas seres humanos mais felizes, melhorando sua relação entre corpo (físico) e mente. O que este cliente tinha era uma razão para existir, além de qualquer valor material. Ele queria proporcionar para a sociedade mais tranquilidade, equilíbrio, e, até mesmo,  felicidade, fatores que foram ligadas diretamente à marca.

Ao oferecer algum produto, sua empresa precisa se perguntar: meu produto vai além de um benefício sustentado pela fome de vender? Se a resposta for não, certamente terá dificuldades em seu desenvolvimento.

Visão

Esse ponto está diretamente relacionado às suas metas, aos objetivos da empresa. Aonde deseja estar e o que quer conquistar daqui  a determinado período de tempo. Porém, essa meta precisa ser real, estar de acordo com o que sua empresa vive hoje no mercado. Então como tornar esse objetivo mais próximo à sua realidade?

Vamos fazer uma analogia que pode lhe ajudar a entender. Pense que gostaria de fazer tal viagem: ir de São Paulo à Argentina. Você tem um objetivo, mas isso não quer dizer que seja o ideal ou mais realista. O que você precisa pensar é: como irei chegar até lá? De carro? De avião? O que preciso para chegar até lá? É o que realmente preciso hoje? O que essa viagem irá acrescentar?

Um objetivo não pode ser traçado sem uma base que o sustente. Idealize algo que faça sentido. Esqueça o “Ser a maior e mais reconhecida empresa no ramo tal”. Isso é discurso para boi dormir. Quando você traça algo mais realista, talvez em um período mais fácil de mensurar, você consegue engajar as pessoas em sua volta. Além disso, se você tem uma meta que deseja alcançar em um ano, pense em como chegar mais próximo dela a cada semana, mas de forma planejada e consciente.

Valores

Talvez o ponto mais fácil de ser entendido e ao mesmo tempo o mais difícil de ser praticado. Se todas as empresas praticassem todos os valores que anunciam, o mercado teria 99% de empresas praticamente perfeitas. O fato é que cada valor apontado pela sua marca deve ser efetivado em seu dia-a-dia. Não adianta você dizer que é transparente, mas aumentar os valores de seu produto sem aviso prévio e sem dar uma satisfação ao cliente, por exemplo. Como não adianta dizer que é ética, mas a cultura organizacional não demonstra isso no cotidiano.

Os valores estão sempre muito ligados aos proprietários, principalmente em pequenas empresas. Esses valores devem estar em todos os pontos de contato da marca com seu público (incluo aqui o público interno, como fornecedores e funcionários).

O mais importante é, às vezes, não se prender tanto à teoria para que assim você possa ter uma visão real do que sua marca representa para o mercado, e, assim, conseguir dar diretrizes mais eficazes para o crescimento.

banner clique
The following two tabs change content below.
Acredita que somente pessoas são fator de mudança. Fundador e Gestor do Ideia de Marketing, é consultor em marketing e branding.