Foi num TED que conheci Vik Muniz – o TEDxSudeste – que mais que muitos insights, mostrou como a arte pode contribuir de fato para a vida das pessoas. E mais interessante, se essa arte é tirada do lixo, e essas pessoas, são as que até então precisam sobreviver com o que os lixões lhes oferecem. Esse não é um case novo, mas cada novo olhar, um novo contexto pode ser criado.

Foi esse exemplo, juntado a tantos outros que ainda pretendo relatar aqui, que nos deu mais ideias para um projeto criado no interior do Paraná – http://www.lixoeletronicoguarapuava.com.br/ onde criamos uma solução para o chamado lixo eletrônico. Computadores que iriam para o lixo, sendo recuperados e treinando universitários, doados para projetos de inclusão digital. Ou vídeo cassetes, calculadoras e vídeo games, que acabaram virando arte em escolas municipais.

Ideias que giram a tal da economia criativa, motivam o empreendedorismo social, contribuem com a arte, cultura, geração de empregos. Vai dizer que não tem muita boa ideia saindo do lixo!?


banner clique
The following two tabs change content below.
Diretora de Planejamento da i9 Comunicação e Inovação, co-founder da co-Event.co, atuou como Account Manager da YDreams Brasil. Colunista do blog Ideia de Marketing, co-organizadora do TEDxPortoAlegre, TEDxCuritiba e Startup Weekend no Paraná. Em constante estudo/prática nas áreas de planejamento criativo, gestão do conhecimento, empreendedorismo e inovação.