Queira saber de uma coisa, caro leitor: o Natal ainda vive! Bem, talvez não para todos, mas com certeza para muitos! Para muitos que se planejaram, pensaram com todo o carinho do mundo em um presente bacana para quem gosta, mas cometeram um “erro”, o erro de comprar pela Internet. E como muitas empresas (e-commerce) ainda não estão preparadas para isso, elas atrasaram e o Natal continua para esses muitos consumidores.

Na verdade, comprar pela internet não deveria ser um problema, e sim, uma solução. Eu mesmo adoro comprar pela internet (claro que não dispenso a compra “real”), principalmente em datas festivas em que as lojas ficam lotadas e na internet fazemos tudo sem sair de casa. O problema é que poucas empresas estão preparadas, mas todas querem fazer ofertas, mostrar-se amigas e…. atrasarem o pedido.

As vendas de Natal no e-commerce subiram 20% este ano, mas o atendimento, serviços e principalmente a entrega, ainda possuem falhas que podem afastar de vez o consumidor. As insatisfações geradas pelas lojas reais são semelhantes às das virtuais. E, quando há insatisfação, dificilmente esses consumidores voltam a comprar, e ainda comentam com os amigos pelas redes, o que proporciona uma rejeição ainda maior. E na internet o atraso é o item que está no topo das reclamações.

Alguns sites já dão suporte a consumidores que sofrem esse desgaste.

O Reclame Aqui (reclamações generalizadas), por exemplo, já funciona (em alguns casos) melhor até que o próprio o Procon.

Sendo mais específico, conheci esses dias um perfil no Twitter que ajuda bastante nos casos de atraso dos produtos. O Sem Entrega é um ótimo meio de auxílio, pois ganha cada vez mais força e audiência. Seu perfil no Twitter, dá RT em praticamente todos os twittes que fazem menção à ela junto à determinada reclamação.

Por que funciona?

O perfil já tem 4034 seguidores, sendo mais uma exposição negativa das marcas que passam por lá. Ainda muitos dos RT´s do perfil são retuitados por outros perfis que já passaram por situação semelhante. Não encontrei no site a data de criação do projeto, mas acredito que o projeto deve crescer cada vez mais, pois é mais uma forma de luta por direitos desrespeitados pelas empresas e uma iniciativa que cuida dos consumidores.

No site, existe um ranking das empresas que mais atrasaram na última semana, justamente a do Natal. Vejam:

É, Pinguim, não adianta ser um dos melhores perfis corporativos e pecar em um dos itens mais importantes na compra e-commerce: a entrega.  Na relação cliente x marca é preciso que haja uma troca de confiança e respeito. Se essas empresas não estão preparadas, não vendam! É o melhor que podem fazer: antes não vender do que frustrar e desrespeitar seus consumidores.

Espero que esse Natal sirva de lição para empresas como essas, e que, não apenas no Natal, mas no ano todos elas se planejem melhor.

 

banner clique
The following two tabs change content below.
Acredita que somente pessoas são fator de mudança. Fundador e Gestor do Ideia de Marketing, é consultor em marketing e branding.